17 verdades sobre ter um negócio digital que ninguém te conta

ter negócio digital

Ter um negócio digital é o sonho de muita gente. Eu sou a maior fã desse modelo de negócios.

Trabalhar de qualquer lugar do mundo, ser capaz de gerenciar um negócio através do computador, poder ajudar várias pessoas com seus conhecimentos, ganhar dinheiro com o que você gosta de fazer, criar algo totalmente novo, trabalhar nos horários em que achar mais adequado e ter mais qualidade de vida. São muitas as razões para ter um negócio digital, mas é pouco falado quais são as verdades com as quais você se defronta. Todos na minha opinião, valem ser enfrentados, mas acho legal ser clara sobre tudo o que se pode esperar.

17 Verdades sobre ter um negócio digital:

  1. Ser seu próprio chefe não é fácil                                                                                                                   Quando você trabalha numa empresa, são estabelecidas regras que precisam ser obedecidas como horários de entrada e saída, quantidade de horas trabalhadas, funções que você desempenha, ordens de chefe, demandas de clientes, folgas, férias, etc. Ter uma empresa própria, ainda mais iniciante, subverte todo o costume que temos de alguém mandar na gente: quando crianças os pais e depois o chefe no emprego. A verdade é que a sociedade não nos prepara para sermos nossos próprios donos. Isso se torna claro quando vemos aposentados que não tendo mais emprego, mas tendo tempo, não sabem o que fazer com si mesmos. Se você quer ter um negócio digital de sucesso, você vai precisar estabelecer tarefas para si mesmo, prazos, estratégias para conquistar clientes, para fidelizar esses clientes, para divulgar sua empresa, criar formas de remunerar a si mesmo, acordar cedo mesmo quando não tem vontade.É necessário ter consciência que ninguém vai lhe cobrar pelo post que não escreveu, pela mídia social que não divulgou e nem pelo produto que não criou. Inicialmente, todas as responsabilidades serão suas: você é o funcionário e o chefe. Você é o planejamento, o administrativo, o RH, o financeiro, o marketing, a comunicação e o T.I. da sua própria empresa. E se algo precisa ser feito e você não sabe como, você precisará aprender. Não é fácil porque a única desculpa a dar do porque as coisas não foram feitas é para você mesmo. Aqui não tem ninguém para colocarmos a culpa a não ser nós mesmos. E nos responsabilizarmos por tanto não é fácil, já que não temos esse costume. Por outro lado, uma vez que a empresa seja um sucesso, o mérito é todo seu também.

  2. A curva de aprendizagem é longa                                                                                                                               Para ter um negócio digital você precisará aprender uma série de assuntos diferentes e que a princípio vão parecer impossíveis de serem absorvidos: criar um blog, trazer tráfego, aumentar a audiência, divulgar nas redes sociais, saber escrever, fazer design, comunicar-se via e-mail, automatizar processos, vender e entregar produtos, receber pagamentos, fazer acompanhamento e como tudo isso se encaixa para que tudo funcione bem. Eu mesmo trabalhando muitos anos em marketing, demorei uns 5 anos para captar a essência de tudo, especialmente porque a maioria das informações eram todas estrangeiras e porque tudo estava espalhado em diversos lugares na internet de maneira desconexa. Aqui você tem duas alternativas: fazer o que eu fiz e demorar uns anos para absorver o conhecimento ou contar com a ajuda especializada de alguém através de uma consultoria ou curso. Eu mesma depois que fiz 2 cursos, um deles com mentoria, tive uma visão muito mais clara dos melhores caminhos a serem percorridos.

  3. Você tem que estar disposto a aprender sempre                                                                                               Ter um negócio digital não é para quem gosta de estar sempre na mesma e nem aprender algo novo. A internet é uma área dinâmica, para pessoas que são curiosas e que gostam de aprender. O mercado é muito grande, mas as mudanças são constantes. A mídia social que funcionou o ano passado pode não funcionar mais nesse ano e uma nova rede social surgiu. O Google muda constantemente seu algorítimo e uma série de outras questões surgem sem aviso prévio. É preciso ficar ligado no que acontece e aprender até mesmo com seus concorrentes.

  4. Você não precisa ser o melhor no seu ramo para ter sucesso                                                                     Não é necessário que você seja o melhor dos melhores do mundo na sua área para ter um negócio digital de sucesso. Você não precisa ser o melhor financista do mundo para ajudar as pessoas a gerenciarem suas finanças pessoais, nem o melhor professor de inglês para ensinar inglês. Nós somos de modo geral muito auto-críticos e ficamos nos comparando com nossos maiores ídolos ou com grandes empresas. Você não precisa ser o Steve Jobs ou a Apple. É sempre bom melhorarmos, mas a verdade é que você precisa somente ser capaz de ajudar um grupo de pessoas. As pessoas estão sedentas em se relacionar com outras pessoas. A sua perspectiva sobre determinado assunto pode ser diferente de outras pessoas que ensinam sobre o mesmo assunto, a sua forma de explicar e ensinar vai agradar alguns e desagradar a outros. A sua opinião, personalidade e carisma será atrativa para alguns e não tanta para outros. Seja lá o que você tem a oferecer, tem um público que estará interessado. Sua arte é única e não é comparável a nenhuma outra.

  5. Você não precisa saber tudo antes de começar                                                                                                     Apesar de ter que aprender muito para colocar um projeto digital em andamento e continuar aprendendo continuamente para fazer seu negócio crescer, você não precisa saber tudo de tudo antes de começar. Não se deixe confundir por mil matérias falando que o importante agora é saber sobre SEO ou sobre estratégias sobre uma nova rede social, ou como conseguir tráfego, ou seja lá o que for. O que essas matérias não dizem é que elas são direcionadas para quem quer aprimorar um negócio online em funcionamento.  Não se deixe abater pela quantidade de assuntos e temáticas. Você precisa somente saber o básico para iniciar o seu negócio. Essas temáticas são para um segundo momento, quando você vai aprimorá-lo.

  6. Você não precisa saber vender                                                                                                                                   Já conversei com profissionais liberais que disseram que gostariam de ter um negócio digital, mas não sabem vender. Antes de qualquer coisa é importante lembrar que todos nós nos vendemos o tempo todo. Temos que convencer a empresa que somos a melhor opção como funcionário se queremos ser contratados, nos vendemos como a melhor opção de namorada/ namorado, nos esforçamos para convencer a alguém nos acompanhar num evento, os filhos a fazerem o que devem fazer. A arte da persuasão é constante em nossas vidas e necessária para nossa sobrevivência. Mas o que essas pessoas querem dizer com “Eu não sei vender” é que elas não se identificam com aquele vendedor chato que fica tentando empurrar algo que você não quer. Mas na internet as coisas são diferentes. Apesar de técnicas de vendas serem bem-vindas, a maior parte das vendas acontece na conexão e relacionamento que você consegue construir com as outras pessoas. O importante é ter uma comunidade que confia em você, acredita em seu trabalho, conecta com suas ideias. E isso todos nos somos capazes de fazer.

  7. Você vai errar muitas vezes antes de acertar                                                                                                         Nossa sociedade é muito punitiva quanto aos erros, muito pouco solidária. Somos condicionados desde criança a acertar sempre. Agora ninguém fala que para acertar é preciso errar. É raro um acerto imediato. A grande maioria das pessoas que teve sucesso fracassou muitas e muitas vezes. O que elas não fizeram foi desistir perante esses erros. Elas erraram, avaliaram e melhoraram. Não se deixe desencorajar pelas pessoas se você errar. Eu errei várias vezes. Já tive vários projetos online diferentes, inclusive e-commerces que não tiveram muito sucesso. Com os erros é que fui entendendo o que funcionava e o que não funciona, especialmente pra mim. Tenha em mente que os únicos erros são não tentar fazer nada ou desistir. O resto faz parte do processo.

  8. Ninguém vai entender o que você faz para ganhar dinheiro                                                                     Por ser ainda algo muito novo, será difícil explicar para seus amigos e familiares o que você efetivamente faz para ganhar dinheiro. Especialmente, se você tiver se dedicando em tempo integral. Para vocês terem uma ideia, já expliquei para todos os meus amigos e tentei para alguns familiares, mas tenho 100% de certeza de que ninguém entendeu nada. E se entendeu, não achou que era possível ganhar dinheiro pela internet. Sempre parece uma daquelas coisas impossíveis de serem feitas. Assim, esteja ciente que poucos vão entender. E para sua sanidade mental, não tente insistir com as explicações. Os resultados falarão por si mesmos e aí a atenção será total.

  9. Você vai trabalhar antes e ganhar depois                                                                                                               Ter um negócio digital é como plantar uma muda. No começo, parece que nada está acontecendo. Só que está. As raízes estão sendo criadas, os frutos serão colhidos. Talvez mais cedo, talvez mais tarde, mas serão somente se você continuar a alimentar a planta para que ela tenha tempo de crescer e se desenvolver. Diferente do emprego que você sabe quando e quanto ganhará, o negócio digital pode não gerar lucro no mês seguinte. Você vai trabalhar sem ter 100% de certeza de que terá um retorno, mas você terá que persistir com seu negócio se quiser que ele veja a luz do dia.

  10. Você será desencorajado por seus amigos e familiares                                                                                   Seus amigos e familiares vão falar que isso é apenas um hobby ou que isso é bobagem. Ou fingir que acreditam e que te apoiam. As pessoas estão acostumadas com o que elas vêem sempre, com o que conhecem, ou seja, com o emprego de todo dia ou com a ideia de ter um negócio físico. O diferente gera receio para elas porque elas tem que confrontar-se com sua própria vida ou receio por você mesmo. Muitos vão falar que você está sendo enganado. É importante ter em mente que os grandes inovadores foram chamados de loucos.  As pessoas não aceitam muito bem o novo até que seja aceito pelas massas. Resista se você quer seguir em frente.

  11. Você vai ter que mudar e crescer para ter sucesso                                                                                             Se você quer ter sucesso em algo novo, você precisará fazer algo novo também. Será necessário aprender novas habilidades, ser mais disciplinado, se auto-motivar, fazer o que tem que ser feito mesmo quando você não está a fim, se planejar, tomar novas decisões, estabelecer novos contatos, ter um entendimento de suas fraquezas e fortalezas, estabelecer prioridades. Ou seja, você precisa estar disposto a crescer.  Como as pessoas dizem por aí, sair da sua zona de conforto, buscar o novo e o desafiante. Melhorar a si mesmo.

  12. Você dependerá principalmente de sua crença em si mesmo e no seu projeto                                A sua maior força será você mesmo. Como dito acima, poucas pessoas do seu convívio (se alguém) vão te entender e te apoiar. Sendo assim, você terá que contar com si mesmo, com sua crença em sua capacidade e no futuro do seu projeto, mesmo ainda sem ver os frutos. A descrença em alguns tempos será inevitável, mas não pode ser eterna. É importante apoiar-se em si mesmo e fazer o projeto progredir.

  13. É importante contar com um grupo de pessoas que estão na mesma jornada que você                     Você não é único a criar uma empresa digital e a estar fora do maioria faz. Muitas outras pessoas estão na mesma jornada. É importante fazer parte de uma comunidade que esteja enfrentando os mesmos desafios. Poder ajudar e ser ajudado. Buscar alternativas. Ver que que outros passam pelos mesmos desafios nos ajuda a termos uma perspectiva mais positiva sobre nossos avanços.

  14. Seu negócio demandará mais esforço e tempo do que você tinha planejado                                             Comecei esse projeto e outros outros achando que o tempo e o esforço eram outros. Na verdade, bem menores. Quando vemos um negócio online, lemos todas aquelas pessoas que trabalham 4 horas por semana como o Tim Ferris ou outros. E eles não mentem. É verdade. Mas esquecemos que para eles trabalharem essas 4 horas por semana, antes eles trabalharam umas 50 horas por semana para chegar nesse patamar. Ou seja, é possível, mas não é tão para já. Não comece esperando pouco trabalho e dedicação no inicio, especialmente porque você está aprendendo como todo o processo funciona e isso demanda tempo. Garanta uma fonte de renda extra, que pode ser seu trabalho, se você está empregado ou alguma outra atividade que te mantenha enquanto seu projeto ainda não gera lucros.

  15. Você vai ter que se expôr                                                                                                                                               Sim, você vai ter que se expôr. Confesso que sofro com essa parte. Mas para ter um negócio online temos que nos expôr inevitavelmente, seja através de texto, áudio ou vídeo. Você precisa colocar sua cara lá e emitir sua opinião, o que você acredita, o que você sabe, suas fraquezas e desconhecimentos. Estar exposta a avaliação de outros que podem adorar ou odiar seu trabalho ou até mesmo te ignorar. Faz parte e precisa ser feito. Se você não é como eu que não adora uma auto-exposição. leve em conta que você precisará superar isso.

  16. A satisfação em ajudar as pessoas e fazer a diferença será incomparável                                                  Além da satisfação em ganhar dinheiro, ainda mais satisfatório será saber que você ajudou alguém realmente, que você foi capaz de fazer diferença. Se você já foi empregado numa empresa, sabe quão raro é sentir que faz diferença para a empresa, que não é somente mais um parafuso na engrenagem geral. O contato com pessoas pedindo sua opinião, te agradecendo ou querendo fazer parte da sua comunidade te dá um sentimento que procuramos nesse mundo de não sermos apenas mais um. Mesmo que pouco, faz nos sentir úteis e como se a vida tivesse algum sentido, de propósito.

  17. A capacidade de ganhar no longo prazo é muito maior do que a maioria dos empregos que você almeja                                                                                                                                                                                   Sabe aquele emprego incrível naquela multinacional com um super salário? Parece ótimo, não? A princípio sim. Mas não esqueça que para esse super salário existirá uma super responsabilidade com muitas super horas de dedicação e talvez pouca autonomia. E quando existir uma crise qualquer, você que parecia tão indispensável pode levar um pé na bunda e sua incrível posição, carro, salário e tudo mais ir para o ralo. No curto prazo, ter um negócio digital parece com um salário de mendigo. Mas no longo prazo, você estará criando um ativo para si mesmo com muito mais valor, inclusive monetário, do que a maioria das empresas está disposta a te pagar. Nos Estados Unidos, empreendedores digitais tem o costume de mostrar para seu público seus ganhos mensais para que as pessoas se inspirem e acompanhem suas trajetórias. Veja alguns exemplos abaixo do início do projeto e depois de alguns anos:

Mellysa Griffin – vende cursos online

Setembro 2016Receita de 173.865,000 dólares. Isso mesmo: mais que 500 mil (meio milhão). Bem inspirador, não?

Ela começou em 2015 a vendendo um e-book. Seu primeiro lucro foi de meros 25 dólares.

Ramit Seth – vende cursos online

A cada lançamento de curso, ele gera uma receita de 5 milhões de dólares em uma semana. Isso mesmo, você não leu errado. 5 milhões de dólares em 7 dias.

O primeiro e-book foi vendido por 4,95 dólares em 2009.

É claro que esses são exemplos extremos. Mas são possíveis. O que acho impossível é qualquer empresa lhe pagar o mesmo.

Aqui um site que exibe outras receitas mais pé no chão.

E você, na construção do seu negócio tem passado por outras questões que são pouco faladas? Ou mesmo enfrentado as verdades acima? Como tem lidado com elas?

Deixe uma resposta

Quer ir direito ao ponto? Experimente a consultoria.Saiba Mais.
+ +

Receba mais coisas como essas
no seu e-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails e receba materiais interessantes e atualizações na sua caixa de e-mails.

Obrigada por inscrever-se.

Alguma coisa deu errado.